Institucional - 01Apnéia Obstrutiva do Sono
Av. Brasil, 422, Centro, Ceres/GO, 76300-000
62 3307 2558

Apnéia Obstrutiva do Sono

O que é o ronco?

É um fenômeno acústico causado pela vibração dos tecidos moles da garganta (faringe, palato mole, úvula, dorso da língua) em função da turbulência do ar à medida que as vias aéreas se estreitam.

O ronco é bem mais perigoso do que parece e muitas vezes é sinal de apnéia do sono!

O que é Apnéia do Sono?

É a parada da respiração durante o sono, caracterizada por interrupções breves e repetidas da respiração (com duração mínina de 10 segundos numa frequência maior que 05 episódios por hora de sono).

Existe mais de um tipo de Apnéia do Sono?

Sim. Existem dois tipos de apnéia do sono: central e obstrutiva. 

Apnéia Central é bem menos comum , acontece quando o cérebro deixa de enviar ordem aos músculos do tórax responsáveis pela respiração. Ou seja a via aérea superior está aberta, mas o tórax não se move. Está frequentemente relacionada com problemas neurológicos e insuficiência cardíaca congestiva.

Apnéia Obstrutiva do Sono 

É a parada da respiração durante o sono devido à obstrução das vias aéreas na região da faringe com tempo superior a 10 segundos, resultando em redução da oxigenação do corpo e interrupções frequentes do sono. Em geral, a pessoa acorda, retoma o ar e dorme novamente, sem perceber o ocorrido. Com isso a qualidade do sono é comprometida, pois nunca atinge os estágios do sono mais profundos, responsáveis pelo repouso, sono restaurador.

O que causa a Apnéia Obstrutiva do Sono?

A causa da apnéia obstrutiva do sono é na maioria das vezes multifatorial, sendo consequência de um colapso ou de um estreitamento importante da via aérea superior que ocorre durante o sono. O estreitamento e colapso da faringe pode ser devido ao relaxamento da musculatura ao redor da faringe (o que acontece com uso de álcool, sedativos e durante o sono profundo); excesso de tecido (hipertrofia de adenóide e amígdalas, palato alongado, língua volumosa, e mais raramente presença de cistos e tumores na faringe), obesidade (acúmulo de gordura ao redor da faringe) e alterações craniofaciais (pacientes com maxila e mandíbula curtas). O decúbito dorsal, ou seja, dormir de barriga para cima, pode facilitar este estreitamento da faringe em algumas pessoas.

Quais os principais sinais e sintomas desta doença?

Ronco alto e frequente

Engasgos e sufocação durante o sono

Sonolência excessiva durante o dia

Dor de cabeça ao acordar

Sono agitado

Obesidade

Várias interrupções do sono para urinar

Sono não reparador (acorda-se cansado)

Memória debilitada e dificuldade de concentração

Irritabilidade (alteração do humor)

Impotência ou diminuição do apetite sexual

Boca seca ao acordar

Queixo curto

 

Consequências da apnéia do sono

Sofrendo de apnéia, o indivíduo tem mais chances de apresentar patologias como:

  • Hipertensão arterial sistêmica;
  • Arritmia cardíaca;
  • Acidente vascular encefálico (derrame);
  • Infarto do miocárdio.

Polissonografia

É o exame utilizado para diagnóstico da apnéia do sono.

É um registro complexo realizado durante uma noite de sono (sono natural, não induzido), onde se avalia a qualidade do sono, função respiratória, função cardiovascular  e outros parâmetros.

Tratamento

O tratamento ideal depende do grau da apnéia do sono que é verificada pelo "exame do sono" denominado de Polissonografia e de uma avaliação individual com um médico especialista, o qual vai orientar e conduzir o melhor tratamento do caso em questão.

Medidas gerais para o tratamentoda apnéia do sono

  • Controle de peso;
  • Evitar bebidas alcóolicas e medicamentos sedativos;
  • Evitar dormir em decúbito dorsal;
  • Fazer atividades aeróbicas;
  • Evitar comer muito a noite.

Aparelho Intra-oral titulável

É o aparelho indicado para certos tipos de roncadores e para quem sofre de apnéia obstrutiva do sono (leve).

Este é usado enquanto dorme, evitando o bloqueio da respiração durante o sono.

O tratamento com aparelho intra-oral quando corretamente indicado è eficiente na maioria dos casos. Ele possibilita o avanço gradual da mandíbula, tracionando os tecidos da garganta aumentando a passagem do ar e, não deixa que a boca se abra quando a pessoa dorme e relaxa a musculatura.

 

Agende uma Consulta

*Este é um pré agendamento de consulta, em breve nossa equipe de atendimento entrará em contato para efetivar o agendamento.
Av. Brasil, 422, Centro, Ceres/GO, 76300-000 62 3307 2558